ARTIGO: Mobilidade e a Moda

Há pouco mais de uma década, você não veria pessoas na rua utilizando um aparelho celular ou tablet para conversar com outras pessoas, trocar mensagens, enviar emails, fazer pesquisas na internet, jogar seu jogo favorito, anotar um compromisso ou telefone na agenda, fazer uma conta, checar as horas, ouvir suas músicas prediletas, ouvir rádio, assistir à TV, a um filme ou a um teaser, tirar uma foto, fazer um vídeo, localizar um endereço no mapa, ler um livro ou revista, consultar seu saldo bancário, ver a previsão do tempo ou o horóscopo, ler uma receita, ler um código de barras, e muito mais… Tudo isso em um único aparelho, ao alcance de suas mãos.
Nestes poucos anos de tecnologias móveis, iniciou-se um processo de convergência que culminou em muito
poder em nossas mãos, tornando-nos consumidores mais exigentes e mais informados, criando com isso um
novo cenário no mercado mundial. A mobilidade deixou de ser uma tecnologia e tornou-se uma mudança
comportamental.
O tempo gasto com pedidos de venda anotados à mão e enviados por fax foi convertido em tempo para
visitar mais clientes, vender mais, analisar o gráfico de metas, preencher o formulário de satisfação do cliente, tudo online, integrado, a um toque na tela. No mundo da moda não é diferente e muitas marcas já aprenderam o poder da mobilidade para se aproximar de seus consumidores por meio de apps que, ao serem baixados nos smartphones e tablets, permite que eles conheçam mais sobre a marca, apreciem as peças de sua coleção, vejam os vídeos de suas campanhas, tenham acesso a jogos, entretenimento e conteúdos exclusivos, compartilhem nas redes sociais as peças de que gostaram e comprem as peças online.

Seguem alguns exemplos:
· Chanel
https://itunes.apple.com/us/app/chanel-fashion/id409934435?mt=8
· Dolce & Gabbana
https://itunes.apple.com/us/app/dolce-gabbana-watches/id547611366?mt=8
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.dolcegabbana
· Donna Karan
https://itunes.apple.com/us/app/donna-karan/id325311429?mt=8
· Gap
https://itunes.apple.com/us/app/gap-stylemixer/id326347260?mt=8#
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.skava.hybridapp.gap
· Gucci
https://itunes.apple.com/us/app/gucci/id334876990?mt=8
https://play.google.com/store/apps/details?id=air.FUNCOM.GUCCIWatch
· Hugo Boss
https://itunes.apple.com/us/app/hugo-boss/id336828564?mt=8
· Ralph Lauren
https://itunes.apple.com/us/app/ralph-lauren-collection-fall/id294067384?mt=8
https://play.google.com/store/apps/details?id=appinventor.ai_developer109x.Ralph
· Victoria Secret
https://itunes.apple.com/us/app/victorias-secret-for-iphone/id336860594?mt=8
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.victoriassecret.vsaa
· Zara
https://itunes.apple.com/br/app/zara-for-iphone/id547951480?mt=8
https://play.google.com/store/apps/details?id=com.inditex.zara&hl=en
Para os produtores de software há um mercado muito interessante também no que diz respeito à moda, que
são os apps produzidos para que os usuários possam montar looks no smartphone ou tablet, controlar um
calendário de que look o usuário utilizou em cada data/ocasião, categorizar suas peças, guardar imagens que
inspirem novos looks, dar e receber feedback de looks publicados, entre outras diversas funcionalidades.

Seguem alguns exemplos:
· Dream Closet: /www.appiction.com/apps/dream-closet
· Stylebook: /stylebookapp.com/
· Fashism: /fashism.com/
· Pose: /pose.com/
Diante desse novo paradigma móvel, é preciso que as empresas de moda estejam cada vez mais atentas:
· à agregação de valor que pode ser obtida quando se conquista um pequeno espaço no
smartphone ou tablet de um consumidor;
· à agilidade e rapidez conquistadas quando seus representantes deixam de fazer pedidos
manualmente e passam a usar tecnologias móveis;
· ao poder de decisão que os gestores dessas empresas alcançam quando analisam gráficos de
resultados de sua empresa utilizando um BI (Business Intelligence) que roda em seu dispositivo móvel;
· a como é possível dar informação aos consumidores, que rapidamente espalharão o conteúdo (de
forma viral) através das redes sociais, aumentando a audiência da marca.
Concluindo, na era da mobilidade, as empresas de moda precisam enxergar o valor dos novos recursos,
funcionalidades e tecnologias e perceber que há uma grande oportunidade de mercado que vai premiar
aqueles que estiverem à frente de seus concorrentes, mais próximos de seus consumidores e oferecendo uma
nova experiência a seus fãs e usuários. Sua empresa já está preparada?


 

Matéria originalmente veiculada na Revista Costura Perfeita ed. 17

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *