ARTIGO: Moda cresce de forma acelerada no e-Commerce

Moda cresce de forma acelerada no e-Commerce

O e-commerce é um dos mercados mais promissores no Brasil e, segundo estudos recentes realizados pela M.Sense e pela e.Bricks Digital, o segmento de moda e acessórios cresceu 50% em pouco mais de um ano, ficando com a segunda posição no ranking de vendas em 2012, o que representa 12,2% do mercado de comércio eletrônico, perdendo apenas para o segmento de eletrônicos. Essa é a segunda pesquisa realizada pelas empresas M.Sense e e.Bricks Digital − a primeira ocorreu em julho de 2011.

 

A pesquisa mais recente, realizada em fevereiro deste ano, ouviu 1.700 pessoas com idade entre 18 e 55 anos, dentre as quais 65% são mulheres e 35% homens, 34% têm faixa etária entre 25 e 34 anos, 49% estão situados na região Sudeste e 47% pertencem às classes B2 e C1.

 

A pesquisa apontou que 35% das mulheres entrevistadas realizaram compras de roupas em lojas virtuais e 38% já compraram acessórios, sapatos e bolsas, sendo que boa parte começou a comprar online nos seis meses que antecederam a pesquisa. Em comparação com a pesquisa anterior, os atuais números apontam um crescimento de 50%.

 

Além dos números atrativos e que mostram mais crescimento do segmento de moda e acessórios no comércio eletrônico nos próximos anos, é preciso considerar que no Brasil, em comparação a outros países, o comércio eletrônico ainda está engatinhando e grandes empresas varejistas que possuem redes de lojas físicas ainda não iniciaram suas operações no e-commerce.

 

A pesquisa revelou ainda que as e-consumidoras da região Sudeste são as mais exigentes, pois gostam de receber suas compras no prazo máximo de 24 horas, enquanto 43% das entrevistadas consideram receber os pedidos em três dias.

 

Um dos entraves para que as compras online aconteçam ainda é o cartão de crédito, uma vez que 11% dos entrevistados informaram não possuir essa modalidade de pagamento, seguido pelo receio de eventuais problemas de entrega, apontado por 27% dos entrevistados.

 

Mas o maior entrave apontado na pesquisa é a ausência de contato físico com o produto, informado por 59% dos entrevistados, embora o mercado de moda e acessórios venha aprendendo a gerar conteúdo mais consistente e assertivo a respeito dos produtos, incluindo fotos mais detalhadas e vídeos.

 

Outro dado importante trazido pela pesquisa é que 56% das e-consumidoras buscam em celebridades e atrizes suas referências de moda, 46% têm como referência as indicações de amigas e 25% baseiam-se em blogueiras do segmento.

 

É importante citar, ainda, que o ticket médio das transações gira em torno de R$ 150,00: os homens gastam em média R$ 163,00 e as mulheres, R$ 148,00, sendo que 65% dos homens entrevistados e 63% das mulheres compram moda e acessórios pela internet ao menos duas vezes por ano.

 

Além dos dados da pesquisa, é preciso considerar que as empresas de moda e acessórios que já têm lojas virtuais estão adaptando seus processos de negócio, que passam a ser bem mais dinâmicos do que as eventuais operações em lojas físicas.

 

Um dos desafios que essas empresas estão encarando neste momento é encontrar bons sistemas de back office e-commerce e/ou e-ERPs (sistemas integrados de gestão especializados em e-commerce) que auxiliem suas operações e processos de negócio a ficarem ainda mais ágeis.

 

Esse movimento de mercado no sentido de melhorar os processos de negócio e implementar sistemas de gestão focados no e-commerce e que atendam todos os demais canais já existentes na empresa demonstra os investimentos que as empresas estão realizando para se manter na vanguarda do e-commerce, uma vez que as pesquisas apontam para um maior crescimento desse mercado nos próximos anos.

 

É preciso ter claro ainda que, se em 2011 o segmento de moda ocupava o 10o lugar nas pesquisas, em 2013 já ocupa o 6o lugar e não só os e-consumidores estão aprendendo a comprar mais pela internet, mas as empresas de moda e acessórios estão se especializando nesse novo canal.

 

——- Publicado originalmente na versão impressa da Revista Costura Perfeita – Edição de 30/09/2013

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *